Normalmente eu começo um post pelo título, mas esse está sendo diferente, não consegui definir em tão poucas palavras tudo que assisti, tudo que senti…

Eu deixei o Brasil quando tinha 18 anos, fui morar na Irlanda, fazer intercâmbio e estudar inglês, porque estava pensando no meu futuro, em uma vida melhor. Dois anos depois de morar na irlanda decidi vir pra Portugal para estudar moda. No decorrer desse caminho tive sonhos que foram deixados de lado para novos serem descobertos. Decidi que queria ter a minha própria marca de roupa. Depois de alguns cursos que fiz na área de moda comecei a gostar muito, mas quando passei a estudar, me apaixonei.

É claro que ainda tem muito caminho pela frente para esse sonho se tornar realidade, mas precisava contar isso pra vocês para finalmente chegar no assunto que quero falar.

Venho aprendendo muuuitas coisas desde que comecei a focar meus estudos nisso, entre um site e outro descobri um documentário chamado SweatShop, que significa Fábricas de Vestuário com Salários Baixos e Péssimas Condições de Trabalho, encontradas em países de baixo custo e que costuram roupas baratas para lojas de moda.

O documentário convida 3 blogueiros de moda e estilo de vida (lifestyle) para conhecer o dia a dia dos trabalhadores do Comboja, um pais da Ásia, e eles possuem alguns desafios como trabalhar um dia com as mesmas condições de trabalho dos trabalhadores das fábricas. Depois eles precisam sobreviver com o salário que ganharam após 8 a 12 horas de trabalho,que é apenas $3.

Acho que todo mundo que tem interesse em trabalhar na área de moda precisa ver esse documentário, eu chorei junto com eles, é muito triste pensar que no século 21 pessoas ainda morrem de fome. Precisamos ver isso para mudar, quem é apaixonada por esse ramo, assim como eu, está estudando ou pretende um dia estudar, precisa saber o que acontece para no futuro não deixar isso acontecer mais.

Os episódios só possuem legendas em inglês, mas mesmo para quem não fala inglês vale a pena acompanhar as imagens, AQUI você encontra os 5 episódios!

Separei essas imagens do documentário para mostrar pra vocês por quanto os trabalhadores fazem as roupas e quanto os compradores pagam:

SWEATSHOP Documentario (3)SWEATSHOP Documentario (4)

SWEATSHOP Documentario (5)SWEATSHOP Documentario (1)

SWEATSHOP Documentario (6)SWEATSHOP Documentario (2)

Eu sei que essa não é a realidade por trás de todas as fábricas de roupas, mas isso existe e nós precisamos saber disso! No documentário eles acompanham um protesto onde as pessoas estão reivindicando um salário justo, e sabe quanto seria um salário justo para eles? $160/mês, porque eles recebem apenas $100/mês e eles dizem que $100 por mês é o suficiente apenas para uma pessoa sobreviver, mas que eles possuem filhos, famílias e precisam de mais $60. E pensar que $100 foi o que um deles gastou com um par de roupas, triste, não?

Bom, acho importante conhecermos todos os lados, os negativos e positivos do que gostamos, por isso decidi compartilhar com vocês! Acredito que agora farei mais posts assim, sobre o que estou aprendendo no ramo de moda, espero que gostem.

Youtube               Instagram                Facebook                Twitter

Beijos, Mari.

Comments

comments

FacebookTwitterPinterestGoogle +Stumbleupon
Mariana Duarte
Written by Mariana Duarte